terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Dicas de Etiqueta Online - Parte II


Bombardeando o blog com a "etiqueta online": meus/minhas car@s caramb@s, car@s-car@s-ôu, vos sempre peço encarecidamente - se vocês tem alguma arenga ou pendenga a resolver não-presencialmente, POR FAVOR, usem o chat privado como última opção, ou como preâmbulo de simplesmente "La Gran Discusión Cara-a-Cara". 

Sério, Facebookterapia, como já tentei vaticinar numa postagem mais anterior daqui a pouco tá sendo aceita como acompanhamento psicológico!


Outra dose de "etiqueta": Ter senso de ridículo é a base pra se fazer um perfil bacana. Só que ter senso de ridículo não significa você se desumanizar, ou não perder o bom-humor nas fotos e nos status. 
Sem contar que o senso de português também é algo fundamental, afinal, uma "boa linguagem", calcada no "padrão" ajuda PACAS, principalmente se uma empresa estiver futucando o seu perfil!
 

OK, se não quiser adotar o padrão, e quiser adaptar os usos coloquiai
s ou até mesmo zoar com a língua, que faça sem querer transformar o nosso ALFABETO num ABJAD (isto é: que > q, e por aí vai), sou totalmente a favor do QUADRINHÊS, e de uma licença poética que possa permitir fazer jogos fonéticos e criar palavras novas na língua, mas que AO MENOS RESPEITE A ORTOGRAFIA! É ou num é, meu povo??

E mais uma dose de "etiqueta": não transformem um perfil no site de relacionamento numa espécie de "currículo para candidatos a marido/candidatas a esposa", sim?? Deixem isso para sites de namoro, afins...

Às mocinhas bonitas independentes-mas-carentes de plantão, favor não deixar O Clube do Gavião Solitário em polvorosa, OK?? 

Se vocês não querem compromisso agora, não adianta chorar, reclamando que tá carente. Nem as damas que infelizmente após terminarem o namoro, fazem publicação da situação do íntimo no momento imediato pós-término. Sei que a raiva impera, mas expor a situação do casal é SE expor também, correto? 


Se fez uma vez isso, por favor: APAGUE imediatamente!! A raiva foi descontada, não é mais conveniente expor a situação. Já deu, já deu: tchau e bença!

E ISSO VALE TAMBÉM PRA MARMANJADA, porque já vi uns barbados aqui se lamentando tanto que parecia que tava chorando lágrimas de rapadura, expondo a vida, colocando a foto da madama que lhe deu um pé na bunda... FRANCAMENTE, né, meu povo?? 

Semancol na prateleira, viu? Pra situações crônicas e agudas de besteirismos e coitadismos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário