terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Postagens Que Só Agora Vieram Parar Aqui - Parte I


OK, sessão desabafo-pseudofuleirosoficossentimental:

O que mais me dá medo/me deixa mais estupefato/surpreso/em estado de choque hoje em dia são três coisas:
 

1. O pessoal do circuito "coroa-terceira-idade", que justamente tá botando a gente da chamada "ala decovintotrintolina" no chinelo em termos de vitalidade. Sim, é legal ver a galera se rejuvenescendo mais e mais, chega muitas vezes ser alg
o inspirador, quando não se cai num choque de gerações - traduzindo, pessoas que não assumem a idade e agem como se fossem "brotinhos e garotões".

2. A criançada, que vem se tornando adulta em progressão geométrica (colocaria quilométrica, mas pra num decepcionar meus manos da Matemática...), devido ao maciço acesso à informação (as "novinhas" que o digam!).

3. O principal, tema da pergunta abaixo, SEM INDIRETAS pra ficar bem claro: a ala feminina (com todo o respeito), que, OBVIAMENTE COM SUAS EXCEÇÕES, hoje em dia parece que está se tornando mais e mais exigente - beirando a escrotice, algumas vezes, e querendo o produto final masculino já pronto - culpa nossa, homarada, admitamos.
 
Sem espaço para reparo de defeitos, o que causa uma frustração e sensação de descartabilidade causada pela meninização dentro do seio familiar, muitas das vezes, além do que algumas vezes no ciclo social, devido à descrença feminina nos homens (mais uma vez por culpa nossa), fazer com que ocorra generalizações muitas vezes sem sentido - seja na vida real, seja no âmbito virtual.

Aí eu, pré-homem-feito, quase tetravintolino (isto é, de 24 anos), entrando no limiar da hombritude, me pergunto: qual a receita para se formar "El Hombre Perfecto"? Será que a filosofia "quem trata bem uma dama foi educado por uma rainha" tem adquirido um caráter exagerado? What's going on, guys?

Nenhum comentário:

Postar um comentário