sábado, 23 de março de 2013

SALVE A MULHER!! Eis a opinião sincera e instintiva de um rapazola

Eu sempre digo, que o caminhar de uma mulher é uma orquestra. 

Quanto maior o tamanho, mais potente é a sinfonia, a começar pelas nádegas-bumbos que se movem em gangorra, em oito infinito, em pêndulo... O que dá ritmo às volumosas pernas, que como duas batutas curvilíneas, suaves deslizam pelo chão, com as elegantes patas de uma gazela, fazendo com que os contornos de um violão se desenhem no corpo da sua dona, a esplêndida mulher andante, e assim, a sinfonia aumente ou diminua o compasso.

 E numa mera jogada de cabelos, ao passar a mão pelas suas madeixas, dedilha-se uma harpa cuja melodia silenciosa nos enleva e hipnotiza...

Deixando por fim, que depois dessa magistral melodia se aprecie os afrescos geniais da Criação expostos num par de olhos e numa obra de arte da joalheria natural, cujo nome se dá de "sorriso", envolto em dois pares de carnudos lábios, que escondem vozes de rouxinol, a nos sensibilizar e confortar, quando não fazem a estrondosa tempestade, enquanto que a escultura magistral de um colo, no qual duas volumosas reservas de calor se salientem, enfeitando e harmonizando a polivalência das curvas delineadas desde a cabeça até a planta dos delicados pés da bem-amada.

É como eu sempre digo: é a APERTABILIDADE!! Quer coisa maior que exercitar a pegada numa superfície macia, suculenta, fofa?? Concordam ou não, meus companheiros de tribo??

Sem contar que a "mastofartura" também ajuda na hora de acarinhar, hehe! Isso já é desde os tempos antigos: "Alegra-te com a mulher da tua mocidade, e que os seus seios te saciem todo o tempo." Mais fartura = mais calor humano. Quer coisa melhor? Apertabilidade e Carinhosidade! Ô, diliça! Afinal, se é desde o seio que nosso primeiro alimento, o leite de nossas mães sai... Só Freud pra explicar, concordam??

Enquanto este seu metido a autor escrevinhava estas linhazinhas, veio Senhorita Demandadora, a dizer: 

- Senhor Tchirikenito, não pense em nós só como um pedaço de carne! Somos bem mais que peitos e bunda grande...!!

A minha resposta foi a seguinte: 

- E você acha que o lado emocional, Sra. Demandadora, se descobre logo de cara? Não sou vidente pra analisar 100% de qualquer pessoa que seja de maneira certa e absoluta, hahaha!

Tudo se dá a conhecer do externo ao interno. Do concreto ao abstrato. Isso se chama METÁFORA. O que se aplica também aos relacionamentos: o emocional(abstrato) se manifesta no físico(concreto), já que não temos mente abstrata. Se fosse assim, jamais se exigiriam "provas de amor", etc., concorda??

 E juntando à "metáfora", existe o INSTINTO que condiciona esse tipo de reação químicoamorosa. Pode ser falácia pseudocientífica, mas na prática, chamamos de Paixão. 

E continua a Sra. Demandadora: 

 - Pra conhecer o emocional de uma mulher você nao vai logo direto nos seios. Já ouviu falar em conversa? Rsrs mais entendi o q quiz falar meu bem!


  •  Bom, não se vai direto, mas DUVIDO que um decote não atordoe, ou intimide.
    Ou que uma bela cruzada de pernas não nocauteie. Ou talvez, uma andada firme, porém elegante, com o vaivém dos quadris, não gere nem que seja uma poesia. Pode parecer momentâneo, mas é espontâneo e instintivo, hehe! É como um cartão de visitas: atrai-se a presa "interessante", ela, de interessada que fica, corre atrás do interesse e dali, se enfeitiça de vez. Acordando, por fim, do atordoamento, e tendo TOTAL livre-arbítrio para decidir se continua a se deixar enlevar pelas maravilhosas curvas, ou não.

    Muito simples.

Nenhum comentário:

Postar um comentário